17.6.08

18 de Junho de 2008

15h-16h: Há quem diga que o futuro desta Sociedade de Informação passa por aquilo que muitas vezes é descrito como a "internet dos objectos", onde a internet liga potencialmente qualquer dos objectos quotidianos que nos rodeiam (desde que tenham tags) a outros objectos, contextos e processos de negócio. Essa tecnologia chama-se «RFID, Radio-Frequency IDentification) em inglês que, em português, significa Identificação por Rádio Frequência. Trata-se de um método de identificação automática através de sinais de rádio, recuperando e armazenando dados remotamente através de dispositivos chamados de tags RFID. Uma tag RFID é um pequeno objeto, que pode ser colocado em uma pessoa, animal ou produto. Ele contém chips de silício e antenas que lhe permitem responder aos sinais de rádio enviados por uma base transmissora» (Wikipedia). Com a RFID um livro nunca está fora de sítio numa livraria ou biblioteca e localizar um qualquer produto num hipermercado será quase instantâneo (sendo que as possibilidades são inúmeras). Paulo Coutinho de Castro, da Avery Dennison, e Pedro França, da Creativesystems, ambos com projectos já aplicados nesta área, vão estar em estudio.

1 comentário:

Pedro Silva disse...

http://www.spychips.com/