19.6.08

20 de Junho de 2008

14h-15h: O ouvinte que propôs este tema justificou-o assim: «Venho sugerir o tema da Certificação Energética de Edifícios, que é uma espécie de "tsunami" que está prestes a acontecer no mundo da construção civil, dado que a grande maioria dos envolvidos parece estar completamente apático para esta nova realidade». Informei-me um pouco mais sobre esta certificação energética dos edifícios e percebi que os edifícios com mais mais de mil m2 já estão obrigados a essa certificação e que a partir do próximo mês qualquer edifício novo a construir também estará. Daqui a um ano qualquer edificio que seja transacionado (independentemente da idade do mesmo) terá de a ter. Ou seja, se pouco ou nada se fala sobre o assunto (dado o tempo de licenciamento mais o tempo de construção, ainda não chegaram ao mercado os primeiros apartamentos com etiqueta energética), a situação irá mudar significativamente. E vai dizer respeito a todos. Como? Imagine que está a pensar construir uma moradia; se for construída de acordo com as normas da Certificação Energética, tem que ter paineis solares para o aquecimento das águas sanitárias, renovação do ar que garanta a qualidade do ar interior para os seus ocupantes, preocupações com os vidros virados a sul, etc., etc.. Esse etc. será explicado pelo professor Eduardo Maldonado, um dos principais especialistas no assunto em Portugal.

1 comentário:

Sergio disse...

Felicito-vos pela escolha do tema. De facto a apatia relativamente a este tema existe, embora os decretos lei regulamentares já tenham entrado em vigor há bastante tempo!
É importante explicar e divulgar que temos todos a ganhar com o aumento da eficiência energética, portanto qualquer passo nesse sentido deve ser encarado como um investimento lucrativo e nunca como uma despesa.
Como futuro Perito Qualificado tenho tido a preocupação de, sempre que posso, elucidar relativamente a toda esta problemática.

Melhores cumprimentos,

Miguel Pelicano