15.5.07

16 de Maio 2007

14h-15h: em Maio de 1277 morre o único papa português, João XXI. E nesta hora falamos de João XXI, com Lourenço Pereira Coutinho, autor do livro "Na sombra de João XXI", um romance histórico que abre pistas sobre alguém de quem sabemos muito pouco.

15h-16h: O nosso convidado desta hora é alguém com um perfil muito especial: é Valter Cardim, doutorado em Antropologia (UNL), com um MBA em gestão do design (ISCTE) e professor no IADE. Mas na sua vertente holística, é Swami Gyanesh, Discípulo de Osho (Rajneesh) desde 1980, um dos pioneiros na introdução de diversos assuntos de cunho holístico em Portugal, onde tem ministrado seminários e workshops desde 1990; falaremos dele e dos (seus) estudos holísticos. A Associação Luso-Brasileira de Ayurvédica.

16h-1630: dia 18 é o dia internacional dos museus. E há muitas propostas para ver e, sobretudo fazer. Manuel Bairrão Oleiro, o director do IPM, vem falar-nos de alguma dessas propostas.

5 comentários:

Anónimo disse...

Boa tarde,
Ouvi a parte final do vosso progama e nao posso deixar passar uma imagem que nao corresponde à realidade da associação luso-brasileira de ayurvedica. Sou advogado e professor de yoga, fui membro da direcção, conheço o Sr. Valter há 2 anos. Eu estive na organização do curso de yoga pela associação. è falso a questão do protocolo com uma escola de yoga do Brasil. Para dar cursos de prof. de yoga tem de ser yogacharya (mestre em yoga) e isso a associação nao tem, aliás tem alguem à distancia. Os formadores nao têm autorização para formar, pois não têm CAP de formador. Por outro lado, não se ensina astrologia ou massagem num curso de yoga, podem pesquisar nas melhores escolas do mundo, na India, que nao encontram tais temas nos curriculuns. Com os melhores cumprimentos, Paulo Alexandre

jpmeneses disse...

A pedido de Valter Cardim, coloco este texto:

«O Paulo nunca foi membro da direcção! O Paulo foi convidado a pertencer a Associação Europeia de Yoga e Yogaterapia mas desistiu antes da tomada de posse. Na nossa associação ele também desistiu antes de tomar posse. O Valter Cardim não dá cursos de Yoga. A Associação tem formadores com CAP para tal. Os protocolos com a escola brasileira estão na sede para que todos possam conferir ou até mesmo podem entrar em contacto com a Escola Narayana de São Paulo. Há links no site da associação (http//www.ayurvedica.org/view_links.php). O advogado em questão não tem formação para dar cursos de yoga e muito menos de massagem. Na nossa associação também não foi aprovado nem convidado a ser formador. Não achámos que ele tinha muito jeito para este tipo de técnicas. Valter Cardim tem um curso de Yoga de 3 anos e não dá aulas desde 1991 e nem intenciona ser formador na área de yoga. Valter Cardim tem CAP de formador passado por conceituada universidade publica do Norte do país. Quanto aos conteúdos do curso de yoga podem conferir no site da associação muito embora este programa seja um resumo (http://www.ayurvedica.org/formation_details.php?IDFormacao=9). Os ataques dele não tem fundamento. Quem estuda as medicinas tradicionais sabe que astrologia védica faz parte da tradição e esta nos mesmos livros sagrados. Denota falta de conhecimento nestes assuntos. O advogado em questão tem um curso de 4 semanas de yoga e pensa que isto lhe serve para alguma coisa. A direcção da Associação»

Anónimo disse...

Faz-me impressão como é que pessoas tão pouco sérias como o Sr. Valter Cardim (não é Swami nenhum e aconselho a lerem no dicionário hindu o que isso quer dizer) podem ser convidadas a dar entrevistas destas e serem levados a sério. Será que até agora neste país ninguém verifica a genuidade de determinadas pessoas que se auto intitulam de isto e de aquilo por haver um vazio legal neste sector? Pessoas como este Valter e a sua associação deveriam ser fiscalizadas a pente fino pois é um desfile de irregularidades.

Pesquisem meus amigos, questionem, peçam provas...vão ficar surpresos...

Lamento o anonimato mas não será por muito tempo.

Anónimo disse...

Olá Sou o Luis e participei num curso de massagem promovido pelo sr. Walter cardim. Tenho que dizer que o sr. deu o curso sentado num sofá em casa dele. Na aula teorica nao tirava os olhos do computador. Vim a saber depois que o curso de ayurveda que tirou foi por correspondencia na argentina. Não recomendo a ninguem a ALBA. Cumprimentos, luis

Anónimo disse...

wow, li os comentários, e parece que os mais insatisfeitos chegaram até a tsf...
o Valter, é um bom homem, fica um pouco mal quando aqueles que não o gramam lhe fazem frente, mas eu conheço-o á 6 anos, foi meu professor, de massagem Ayurvédica, e é um excelente professor, tanto sabe sobre o tema que até tem um bom livro sobre o tema, eu hoje trabalho com essa massagem que aprendi com ele e os meus clientes estão muito satisfeitos, contra factos ficam os argumentos de fora.
o sr valter é um swami, foi feito swami por Osho, um grande mestre de outros tempos, e continua a fazer um bom trabalho com os jovens seus alunos na universidade, de orientação e ensinamento, é um homem que vive a espiritualidade de forma intensa, o que incomoda a muitos que só lhes interessa a vida lucrativa. Assim tem acontecido com muitos dos seus alunos que a revelia estão a ministrar cursos de ayurveda sem serem qualificados para tal, e daí estes conflitos tão empregnados de mentira e mal dizer. Mas vivemos numa sociedade com muita liberdade e libertinagem que dá aso a muita coisa desta. É lamentável.
E lembraria aos colegas que comentaram de forma tão descuidada que se lembrem que também eles tem telhados de vidro.

Namaskar
(saúdo a divindade que há em ti)
Paul Milhazes